Pular para o conteúdo principal

Páginas

Devias estar aqui rente aos meus lábios ... Poema de Eugênio de Andrade

Devias estar aqui rente aos meus lábios
para dividir contigo esta amargura
dos meus dias partidos um a um

– Eu vi a terra limpa no teu rosto,
Só no teu rosto e nunca em mais nenhum

Comentários