Pular para o conteúdo principal

Páginas

Ontem o pregador ... Poemas de Alberto Caeiro

Ontem o pregador de verdades dele
Que estúpido se não sabe que a infelicidade dos outros é dele
e não se cura de fora.
Porque sofrer não é ter falta de tinta
ou o caixote não ter aros de ferro!

Poemas de Alberto Caeiro

Comentários