Pular para o conteúdo principal

Páginas

Leve, leve ... Poema de Alberto Caeiro

Leve, leve, muito leve,
Um vento muito leve passa,
E vai-se, sempre muito leve.
E eu não sei o que penso
Nem procuro sabê-lo.

Comentários